g_desmatamento-calcado-divulgacao

O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) flagrou o desmatamento irregular de 1,5 hectares de vegetação nativa em uma propriedade rural no município de São José do Calçado. A atividade estava em curso quando a equipe chegou ao local, tendo sido determinada a paralisação imediata.

A vegetação suprimida e queimada encontrava-se nos estágios inicial e médio de regeneração. O responsável não tinha autorização do Idaf para realizar o procedimento.

De acordo com o engenheiro agrônomo do Idaf Bruno Campbell de Azevedo, o controle do desmatamento é imprescindível, sobretudo neste momento de crise hídrica. “Essa situação deve-se, em parte, ao desflorestamento de áreas cobertas por florestas nativas. Esperamos com estas ações coibir o avanço do desmatamento ilegal e conscientizar as pessoas quanto aos danos desta prática que afeta toda a sociedade capixaba”, alertou.

O responsável foi autuado e os materiais lenhosos decorrentes da atividade irregular  foram apreendidos. Além disso, a área desmatada irregularmente será embargada para recuperação. A ação aconteceu na última quinta-feira.

Aqui Notícias

Anúncios